16.2 C
Jarinu
26 de junho de 2022

Polícias Federal e Civil de SP fazem operação contra abuso sexual infantil em Campinas, Mogi Guaçu, Indaiatuba e Vinhedo

A Polícia Federal de São Paulo deflagrou nesta terça-feira (8) a Operação Desvelado 3, que combate o abuso sexual infantil e a divulgação de pornografia na internet. Foram presos três criminosos. A polícia também identificou as vítimas, cinco crianças.

Segundo a PF, as investigações foram divididas em três fases. Nas duas primeiras, o responsável pela criação e administração de fóruns dedicados a pornografia infantil em língua portuguesa na DeepWeb foi preso, processado e condenado a mais de 106 anos de prisão. Outro envolvido também foi preso, mas o processo criminal segue em andamento.

Nesta terceira fase, os policiais encontraram a íntegra de vídeo, o que possibilitou a identificação de um novo suspeito de estupro coletivo contra uma vítima do interior de São Paulo.

O crime de produção de imagens de pornografia infantil prevê pena de dois a seis anos de reclusão. Estupro de vulneráveis leva a uma condenação de oito a 15 anos de prisão. A publicação desse material acarreta em pena de três a seis anos.

Polícia Civil

Já a operação Curumim II, da Polícia Civil do estado, cumpriu mandados de busca e apreensão em quatro cidades da região de Campinas, que terminou com duas pessoas presas em flagrante em Mogi Guaçu e Indaiatuba. Também houve ação em Vinhedo.

O alvo das buscas eram computadores, telefones celulares, dispositivos de armazenamentos digitais, CD´s e DVD´s. Os materiais serão analisados para ver se contêm fotografias e vídeos com de cenas de sexo envolvendo criança e adolescentes.

Fernanda Cruz - ABr e Redação em Foco

Mais Notícias

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais lidas